Melhores preços e qualidade em mudas florestais

Entrega rápida e pagamento seguro

Muda Canafístula - P. dubium - 20/60CM - 290ML

Seja o primeiro a avaliar este produto

R$7,90

Em estoque

  • Compre 26 por R$4,90 cada e economize 38%
  • Compre 251 por R$3,90 cada e economize 51%
  • Compre 1000 por R$3,00 cada e economize 63%
  • Compre 5000 por R$2,50 cada e economize 69%
  • Compre 10000 por R$2,00 cada e economize 75%
Opções Adicionais

Descrição Rápida

Contém 1 muda de Canafístula - Peltophorum dubium com tamanho entre 20 a 60 centímetros de altura, no tubete de 290 cm³, com folhas bem nutridas e rustificadas, caule lenhoso com 5 mm, raízes bem agregadas ao substrato e acompanhada de manual de plantio.

A Canafístula - Peltophorum dubium, é uma árvore decídua a semidecídua, com florescimento decorativo e muito utilizada na arborização urbana na América do Sul, porém, também é amplamente utilizada no paisagismo rural. Seu porte é grande, alcançando de 15 a 40 metros de altura, com copa ampla e globosa. O tronco atinge 50 a 120 centímetros de diâmetro e possui casca fina quando jovem, que engrossa e se torna escamosa com o passar do tempo. Ela produz sombra fresca no verão e perde parte ou todas as folhas no inverno. Sua floração é um verdadeiro espetáculo de flores amarelas e forma um tapete de pétalas no chão. Ecologicamente é considerada uma importante árvore oportunista, que se beneficia de clareiras, sendo por este motivo utilizada em recuperação de áreas degradadas. Sua madeira é utilizada em trabalhos de marcenaria, construção civil e no fabrico de dormentes, entre outros.


Nome Popular Canafístula, farinha seca, faveira, sobrasil, tamboril bravo, guarucaia, ibirá puitá
Tempo de Viveiro De 6 a 8 meses
Tamanho da Muda De 20 a 60 cm
Volume do Tubete 290 cm³
Peso da Muda 300 gramas
Nome Científico

Peltophorum dubium

Família Fabaceae-Caesalpinioideae
Síndrome de Dispersão Autocórica
Sinomínia Botânica

Peltophorum vogelianum Benth., Casesalpinia dubia Spreng., Brasilettia dubia (Spreng.) Kuntze

Grupo Ecológico Pioneira
Classificação Sucessional Secundária Inicial
Ameaça de Extinção Quase Ameaçada
Origem Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo
Locais de Ocorrência Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste, Sul
Onde Plantar Ruas, avenidas, praças, parques, jardins e margens de corpos d'água.
Luminosidade Sol Pleno
Solo de Plantio Áreas Secas, Áreas Úmidas
Porte da Árvore De 15 a 20 metros, De 20 a 25 metros
Utilidades Construção Civil, Marcenaria, Mata Ciliar, Para Sombra, Uso Ornamental
Madeira Moderadamente pesada (densidade 0,69 g/cm³), rija, sujeita ao empenamento durante a secagem, de longa durabilidade quando em lugares secos.
Tronco Tronco de 50-70 cm de diâmetro, revestido por casca com ritidoma escamoso; quando jovem sua casca é fina e pouco lenticelada e seus ramos mais pubescentes.
Folha Folhas alternas espiraladas, estipuladas, compostas bipinadas, com 12-20 pares de pinas, cada uma com 20-30 pares de foliólulos sésseis, ovalados, de base arredondada e ápice acuminado, coriáceos, de 0,5-0,8 cm de comprimento por 0,2-0,4 cm de largura.
Flor Flores amarelas, bissexuadas, zigomorfas, diclamídeas, dispostas em panículas terminais grandes.
Fruto Fruto legume indeiscente e achatado.
Fruta Comestível Não
Potencial Paisagístico Árvore frondosa, floração exuberante de flores amarelas, perfumadas e muito vistosas, combinada com folhas delicadas.
Fenologia Floresce abundantemente de dezembro a fevereiro. A maturação dos frutos verifica-se em março-abril, entretanto suas pequenas vagens permanecem viáveis na árvore durante muitos meses
Possui Propriedades Medicinais? Não
Propriedades Medicinais Não

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Apenas usuários registrados podem comentar. Por favor, identifique-se ou cadastre-se