Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

Muda de Palmito Juçara - Euterpe Edulis
Product ID: 1359
Product SKU: 1359
New In stock />
Muda de Palmito Juçara - Euterpe Edulis

Muda de Palmito Juçara - Euterpe Edulis

Ref: PALMITO JUÇARA
 
Simulador de Frete
- Calcular frete
  • Nome Popular: Palmito juçara, ensarova, içara, inçara, iiçara, juçara, palmito, palmiteiro-doce, palmito-branco, palmito-juçara, palmito-vermelho, ripa, ripeira, açaí do sul, ensarova
  • Nome Científico: Euterpe edulis
  • Família: Arecaceae
  • Grupo Ecológico: Não Pioneira
  • Ameaça de Extinção: Vulnerável
  • Bioma: Mata Atlântica
  • Origem: Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo.
  • Locais de Ocorrência: Centro-Oeste, Sudeste, Sul
  • Onde Plantar: Plantações comerciais e pomares domésticos.
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Solo de Plantio: Áreas Secas, Áreas Úmidas
  • Porte da Árvore: até 20 metros de altura.
  • Utilidades: A madeira pode ser utilizada para construção civil e rural como como ripas, caibros, escoras de andaimes e calhas para condução de água. Também pode ser usada na produção de celulose e papel
  • Madeira: Madeira resistente, que serve também para a produção do palmito.
  • Tronco: Reto, cilíndrico, não-estolonífero (não brota na base); seu estipe (caule) não é considerado fuste. Entre o término do tronco e a parte onde nascem as folhas, há uma seção verde, mais grossa que o tronco, formada pela base do conjunto de folhas. Dentro desta seção encontra-se a parte comestível da palmeira.
  • Folha: Alternas, pinadas, com até 3 m de comprimento.
  • Flor: Unissexuais, sendo as masculinas em maior número, de coloração amareladas, numerosas, com 3 a 6 mm de comprimento, distribuídas em grupo de três, uma feminina entre duas masculinas. A inflorescência é um espádice de 50 a 80 cm de comprimento, composto de várias espigas, inseridas abaixo das folhas. Na antese, a inflorescência está envolta por uma grande bráctea que a protege até o seu desenvolvimento.
  • Fruto: Os frutos são carnosos, fibrosos, com endosperma muito abundante e não ruminado.
  • Fruto Comestível: Sim
  • Potencial Paisagístico: Apresenta grande potencial ornamental, ainda não utilizado.
  • Fenologia: A floração ocorre de setembro a janeiro. Os frutos amadurecem de abril a novembro.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características