Melhores preços e qualidade em mudas florestais

Entrega rápida e pagamento seguro

Sementes Timbó - A. glazioveana -100GR

Seja o primeiro a avaliar este produto

R$170,00

Sem estoque

Opções Adicionais

Descrição Rápida

A Timbó (Ateleia glazioveana), pertencente à família Fabaceae, é encontrada em Santa Catarina, no Paraná, no Rio Grande do Sul e no nordeste da Argentina. É uma planta tóxica, mas que possui papel importante na conservação e recuperação de solos e ecossistemas degradados, em virtude da sua regeneração natural intensa fora da floresta primária.

Este produto contém 1 pacote contendo 100 gramas de Sementes de Timbó - Ateleia Glazioveana, beneficiadas e selecionadas com o padrão de qualidade Instituto Brasileiro de Florestas, com aproximadamente 6000 sementes.

Também conhecida popularmente por: Timbó e Timbózinho
Gramas/pacote: 100
Quantidade de sementes/pacote: 2400
Quantidade de sementes/Kg: 24000
Quantidade Recomendada por Cova/ Tubete/ Saquinho: 1

Ocorrência: A Timbó pode ser encontrada na região oeste e meio-oeste de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul (na mata latifoliada da Bacia do Alto Uruguai, no noroeste do estado) e no nordeste da Argentina. A espécie ocorre em agrupamentos praticamente puros e em terrenos úmidos. É frequente na vegetação secundária, na orla de capões, em beiras de estrada e pode invadir as pastagens.

Aspectos ecológicos: A Timbó é uma árvore caducifólia, que atinge 5 a 15 metros de altura e 20 a 30 centímetros de diâmetro. Nas árvores mais jovens, a casca externa é cinza-clara, lisa ou quase lisa, escamosa e com presença de lenticelas. As folhas são alternas, compostas, imparipinadas, com 20 a 40 centímetros de comprimento, contendo de 21 a 30 folíolos alternos, lanceolados. As flores são amareladas, reunidas em inflorescência, com até 15 centímetros de comprimento e os frutos medem, aproximadamente, 2,5 centímetros de comprimento por 0,8 centímetros de largura, de cor amarelo-clara, com uma ala pequena ao largo da sutura superior e com a semente visível no centro.

Utilidades: A madeira da Timbó é moderadamente densa, com casca e alburno de odor forte e desagradável, e, geralmente, é usada na construção civil, obras internas, forro, sarrafos, ripas, caixotaria, carpintaria e confecções de objetos leves.

Curiosidades: A Timbó é uma espécie precursora e agressiva, jamais encontrada no interior de florestas. É uma planta tóxica, que, sobretudo quando há a invasão em pastagens, pode acarretar em graves doenças ao gado. A intoxicação espontânea tem sido descrita em bovinos e ovinos. Por ser palatável, a planta acaba sendo ingerida quando há escassez de forragem, principalmente em casos de seca ou de superpopulação dos campos. Em bovinos, a Timbó causa fibrose cardíaca e abortos. As intoxicações são caracterizadas por manifestações relacionadas ao sistema nervoso (apatia, letargia e cegueira), ao sistema cardiovascular (“morte súbita” e insuficiência cardíaca) e falha reprodutiva (abortos e nascimento de bezerros fracos, que geralmente morrem após algumas horas). A espécie, no entanto, apresenta regeneração natural intensa fora da floresta primária e, por isso, é indicada para conservação e recuperação de solos e ecossistemas degradados.

 

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Apenas usuários registrados podem comentar. Por favor, identifique-se ou cadastre-se