Melhores preços e qualidade em mudas florestais

Entrega rápida e pagamento seguro

Venda

Semente Tucaneiro - C. myrianthum - 250GR

Seja o primeiro a avaliar este produto

R$210,00

Em estoque

Opções Adicionais

Descrição Rápida

Contém 1 pacote com 250 gramas de Tucaneiro - Citharexylum Myrianthum, com cerca de  4750 sementes


O Tucaneiro (Citharexylum myrianthum) é uma árvore nativa, da família Verbenaceae. Por ser adaptado a terrenos úmidos e ter frutos apreciados por aves como pombas e tucanos, o Tucaneiro vem sendo bastante utilizado em processos de recuperação ambiental, principalmente em áreas ripárias. Sua madeira pode ser empregada na fabricação de forros, vilas, caixotaria e tabuados em geral.

Informação Adicional

Nome Popular : Tucaneiro, pau-de-viola, tucaneira, jacareúba, baga-de-tucano, pombeiro, tarumã, tarumã-branco, pau-viola

Nome Científico : Citharexylum Myrianthum

Família : Verbanaceae

Peso do Pacote : 250 Gramas

Síndrome de Dispersão : Zoocórica

Sinomínia Botânica : Não

Grupo Ecológico : Pioneira

Classificação Sucessional : Pioneira

Ameaça de Extinção : Não Ameaçada

Bioma : Mata Atlântica

Ocorrência conforme resolução SMA 08 - Estado de São Paulo : Floresta Estacional Semidecidual - Centro, Floresta Ombrófila Densa - Litoral Norte, Floresta Ombrófila Densa - Litoral Sul , Floresta Ombrófila Densa - Sudeste, Mata Ciliar - Centro, Mata Paludosa - Centro, Restinga - Litoral Norte

Origem : Bahia, Espirito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo

Locais de Ocorrência : Nordeste, Sudeste, Sul

Onde Plantar : Preferencialmente na faixa litorânea e em terrenos muito úmidos e até mesmo brejosos.

Solo de Plantio : Áreas Alagadas, Áreas Úmidas

Porte da Árvore : De 10 a 15 metros, De 15 a 20 metros

Utilidades : Caixotaria, Frutíferas para Pássaros , Mata Ciliar, Melíferas

Madeira : Leve, macia ao corte, textura grossa, de baixa durabilidade natural, principalmente quando exposta.

Tronco : Tronco de 40-60 cm de diâmetro, revestido por casca pardacenta, com ritidoma escamoso.

Folha : Folhas opostas cruzadas, sem estípulas, simples, estreito-obovadas ou oblongo-elípticas a estreito elípticas, de margens pouco onduladas a inteiras, face inferior de coloração mais clara, subcoriáceas, com nervação eucamptódroma, nervuras proeminente na face inferior e imersas na superior, de 10-20 cm de comprimento por 3-7 cm de largura, com pecíolo de 2-4 cm de comprimento.

Flor : Flores brancas, pouco vistosas, bissexuadas, diclamídeas, de cálice e corola pentâmeros, dispostas em racemos apicais.

Fruto : Fruto baga globosa, vermelha, com polpa carnosa, contendo 1-4 sementes.

Fruto Comestível : Não

Potencial Paisagístico : Não possui um perfil ornamental.

Fenologia : Floresce durante os meses de outubro-dezembro, junto com o surgimento das novas folhas. Os frutos amadurecem em janeiro-março.

Tempo Médio de Emergência : 30 Dias

Sementes por Quilo : 19000

Sementes por Pacote : 4750

Sementes por Cova : 3

Mês de Coleta : Março

Longevidade e Armazenamento : As sementes perdem a viabilidade, quando armazenadas em temperatura ambiente, após seis meses. As sementes desta espécie são de comportamento ortodoxo. Para o armazenamento de sementes, recomenda-se o ambiente câmara seca (13 a 17ºC e 40% UR) e saco de papel, que propiciou a manutenção de 50% da viabilidade inicial, aos 360 dias.

Colheita : colher os frutos diretamente da árvore, quando começam a ser procurados por aves. A extração é feita por maceração e lavagem dos frutos, para retirar a polpa que envolve os caroços. Depois são postos em peneiras e colocados em ambiente ventilado, para secagem. Cada fruto do tarumã-branco, do tipo pirênio, divide-se em duas metades após o beneficiamento, e cada parte tem uma ou duas, ou raramente três sementes. Após o beneficiamento do fruto, a unidade prática de manipulação é a metade do pirênio (semipirênio), e não a semente propriamente dita, que se encontra firmemente, aderida ao semipirênio e em contato com o ar.

Quebra de Dormência : Não é necessário.

Como Plantar : Colocar as sementes para germinação, logo que colhidas, em canteiros semi-sombreados contendo substrato peneirado e irrigar duas vezes ao dia. A taxa de germinação geralmente é superior a 80%. Transplantar as mudas para embalagens individuais quando alcançarem 4-6 cm. O desenvolvimento das plantas no campo é rápido, podendo atingir 4 metros aos 2 anos.

 

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Apenas usuários registrados podem comentar. Por favor, identifique-se ou cadastre-se