Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

Contém 1 pacote de 250 gramas com cerca de 5.250 sementes de Canafístula - Peltophorum Dubium. Certificada pelo Renasem - MAPA.
Product ID: 757
Product SKU: 757
New In stock />
Sementes de Canafístula - Peltophorum dubium - 250g

Sementes de Canafístula - Peltophorum dubium - 250g

Ref: Canafistula - Semente
 
Simulador de Frete
- Calcular frete
  • Nome Popular: Canafístula, farinha seca, faveira, sobrasil, tamboril bravo, guarucaia, ibirá puitá.

  • Nome Científico: Peltophorum dubium.

  • Família: Fabaceae-Caesalpinioideae.

  • Grupo ecológico: Pioneira.

  • Ameaça de extinção: Quase ameaçada.

  • Origem: Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul até o Paraná, principalmente na floresta latifoliada semidecídua.

  • Locais de ocorrência: Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste, Sul.

  • Onde plantar: Ruas, avenidas, praças, parques, jardins e margens de corpos d'água.

  • Luminosidade: Sol pleno.

  • Solo de plantio: Áreas Úmidas e profundas, com solos argilosos.

  • Porte da árvore: De 15 a 25 metros.

  • Utilidades: Construção Civil, Marcenaria, tanoaria, carrocerias, dormentes, serviços de torno e etc.

  • Madeira: Moderadamente pesada (densidade 0,69 g/cm³), rija, sujeita ao empenamento durante a secagem, de longa durabilidade quando em lugares secos.

  • Tronco: Tronco de 50-70 cm de diâmetro, revestido por casca com ritidoma escamoso; quando jovem sua casca é fina e pouco lenticelada e seus ramos mais pubescentes.

  • Folha: Folhas alternas espiraladas, estipuladas, compostas bipinadas, com 12-20 pares de pinas, cada uma com 20-30 pares de foliólulos sésseis, ovalados, de base arredondada e ápice acuminado, coriáceos, de 0,5-0,8 cm de comprimento por 0,2-0,4 cm de largura.

  • Flor: Flores amarelas, bissexuadas, zigomorfas, diclamídeas, dispostas em panículas terminais grandes.

  • Fruto: Fruto legume indeiscente e achatado.

  • Fruto comestível: Não.

  • Potencial Paisagístico: Árvore frondosa, floração exuberante de flores amarelas, perfumadas e muito vistosas, combinada com folhas delicadas.

  • Fenologia: Floresce abundantemente de dezembro a fevereiro. A maturação dos frutos verifica-se em março-abril, entretanto suas pequenas vagens permanecem viáveis na árvore durante muitos meses.

  • Propriedades Medicinais: Não.

  • Tempo Médio de Emergência: 15 Dias.

  • Sementes por Quilo: 21000.

  • Sementes por Pacote: 5250.

  • Sementes por Cova: 1.

  • Mês de Coleta: Abril.

  • Classificação: Ortodoxa.

  • Longevidade e Armazenamento: Sementes com faculdade germinativa inicial de 99%, armazenadas em sacos de papel Kraft, em câmara seca e em temperatura ambiente, com umidade relativa de 50%, aos 25 meses apresentaram germinação de 92%, enquanto as armazenadas em sala apresentaram uma germinação de 82% (Amaral et al., 1988). Sementes com faculdade germinativa inicial de 95%, armazenadas em tamborete em câmara fria (3 a 5ºC e 92% de UR) apresentaram germinação de 41% após sete anos de armazenamento.

  • Quebra de Dormência: As sementes da canafístula apresentam forte dormência tegumentar, que pode ser superada em ambientes naturais pelo aumento repentino da temperatura do solo por ocasião da abertura de clareiras na floresta (Costa & Kageyama, 1987). Para obtenção de mudas, com os tratamentos: escarificação mecânica por dois a cinco minutos (Figliolia & Silva, 1982) ou 30 minutos (Alcalay et al., 1988) e escarificação com papel de lixa (Arboles..., 1992); pelo corte do tegumento na região oposta à da emergência da radícula (Alcalay et al., 1988) ou corte do tegumento na região radicial (Figliolia & Silva, 1982); imersão em ácido sulfúrico concentrado por dois a dez minutos (Bianchetti & Ramos, 1981), 20 minutos (Guerra et al., 1982; Perez et al., 1999) ou por 30 minutos (Capelanes, 1991), ou imersão em água ambiente por 24 horas (Marchetti, 1984). Os tratamentos de imersão em água quente fora do aquecimento (70 a 95ºC) não são eficientes para superar a dormência (Bianchetti & Ramos, 1981). As sementes mantêm germinação baixa e irregular, se não forem submetidas a tratamento para superação da dormência. Para sementes não tratadas, os tratamentos pré?germinativos utilizados por Figliolia & Silva (1982), não foram eficazes na permeabilização do tegumento.

  • Como Plantar: Colocar as sementes para germinação, logo que colhidas, diretamente em recipientes individuais contendo substrato rico em matéria orgânica. Com bom índice de germinação. O desenvolvimento das plantas no campo é rápido.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características